Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Servidores e funcionários do IBC começam a ser testados para Covid
Início do conteúdo da página
Notícias

Servidores e funcionários do IBC começam a ser testados para Covid

Os testes iniciaram ontem (8) e devem terminar apenas em março, para dar tempo de incluir os alunos com mais de 18 anos.

  • Publicado: Terça, 09 de Fevereiro de 2021, 16h10
  • Última atualização em Terça, 09 de Fevereiro de 2021, 17h59
Quatro homens e uma mulher, todos de máscara facial, posam para foto no hall de entrada do IBC.
O diretor-geral do IBC e mais quatro integrantes da equipe gestora que já retornaram ao trabalho presencial estiveram entre os primeiros servidores a serem testados.

 IMG 3197 2Ao todo foram feitos 98 testes rápidos  — quase o dobro do número inicialmente  previsto.   Os servidores e funcionários chegavam, assinavam um termo de aceite de participação na pesquisa e, em seguida, passavam pela coleta da amostra de sangue.  Cerca de 15 minutos depois, os resultados do IgM e IgG  iam sendo dados.

Treze pessoas acusaram IgM positivo e precisaram se submeter ao teste molecular RT–PCR, considerado como sendo o padrão ouro de confirmação do diagnóstico de infecção pelo Covid-19.  Dessas, apenas quadro testaram positivo e foram imediatamente afastadas do trabalho.  

"Todas as pessoas afastadas serão acompanhadas pela nossa equipe e retestadas no próximo dia 18.  Elas só deverão retornar ao trabalho quando tiverem os resultados negativados", informou a coordenadora do  projeto de pesquisa, Dra. Elba Lemos. Ela elogiou e agradeceu o empenho do IBC em providenciar o que fosse necessário para a realização do trabalho, que correu de forma tranquila e ordenada, mesmo tendo ultrapassado a previsão inicial de pessoas atendidas. 

Para os servidores e funcionários, esta parceria entre o Instituto e a Fiocruz foi providencial.  "Afinal, não é todo mundo que tem condições financeiras e até mesmo de tempo para fazer todos esses testes e, o que é melhor, no próprio local de trabalho, com toda a atenção que pudemos receber", resumiu a funcionária Kátia Cilene Fernandes, secretária do Gabinete da Direção-Geral.   

Um dos 13 testados chamados a se submeter ao incômodo swab do teste molecular, o diretor do Departamento de Estudos e Pesquisas Médicas e Reabilitação, José Tadeu Madeira, respirou aliviado ao saber, já na manhã de  hoje (9), que não estava doente e registrou a competência da equipe do projeto.  "Além da segurança da qualidade técnica dos profissionais que nos atenderam, considerei muito positiva a preocupação em nos confirmar o diagnóstico o mais rapidamente  possível", concluiu Tadeu. IMG 3198

registrado em:
Fim do conteúdo da página