Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Professor do IBC cria app para estudo de música
Início do conteúdo da página
Notícias

Professor do IBC cria app para estudo de música

O software Ritmáximo, criado pelo professor Fernando Guilhon, é um app destinado ao desenvolvimento do conhecimento musical - ritmos e instrumentos - de pessoas com deficiência visual.

  • Publicado: Terça, 29 de Dezembro de 2020, 08h12
  • Última atualização em Quarta, 30 de Dezembro de 2020, 18h07
A aluna Nicolly Christine usa um computador do IBC para explorar o app Ritmáximo.
A aluna Nicolly Christine testa o Ritmáximo.

A inspiração para criação do software veio em 2014, ano em que Fernando ingressou no IBC e que começou a dar aulas de ritmo musical para os  alunos do 1º ano do ensino fundamental. O professor pensou em um criar um aplicativo que permitisse o exercício de descoberta de sons e ritmos em outros espaços além da sala de aulas.   

O sonho começou a virar realidade em 2018, quando Fernando propôs o desenvolvimento do app ao ingressar no curso de mestrado profissional da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio). Com o auxílio do analista de sistemas Marcelo Chiarella, as ideias de Fernando viraram realidade com a primeira versão do Ritmáximo concluída em agosto de 2019.

"O momento de testar o Ritmáximo com os alunos do IBC foi o de maior expectativa, pois o programa foi inspirado neles". De acordo com o professor, o domínio do alfabeto e do teclado pelos usuários daquela fase escolar era o ponto crítico para o sucesso do app. "Os testes foram satisfatórios, acima do esperado", concluiu o professor, que a partir dos primeiros testes, em 2019, ajustou o app e lançou-o semana passada (21). 

Importante: o app funciona somente em computadores - desktops ou laptops/notebooks - com sistema operacional Windows (versão 7 ou superior), não  estando disponível para smartphones ou tabletes e para qualquer outro sistema. É possível que seu antivírus proíba o download (clique aqui) e/ou a execução.  Logo, é necessário configurar o computador para que ele permita o uso do app.

 

Jogos

O Ritmáximo oferece de forma lúdica as experiências de percepção de ritmos musicais e dos sons dos instrumentos musicais de determinados trechos musicais; são os jogos “Percebendo Ritmos” e “Percebendo Instrumentos”.

Já no jogo “Gravando seu Som”, o usuário pode escolher três instrumentos de uma lista e tocar um pequeno trecho musical utilizando algumas teclas do computador em andamentos e compassos variados.


Conhecimentos

Os usuários também podem obter informações sobre ritmos, instrumentos e artistas da música brasileira nas seções do app: “Conhecer os Ritmos”, “Conhecer Instrumentos” e “Conhecer Artistas”.

 

Curiosidade técnica

A linguagem de programação utilizada na produção do Ritmáximo foi a C#, uma linguagem desenvolvida pela Microsoft como parte da plataforma .Net. A C# é baseada na C++ com influências, principalmente, da Java.

Portanto, o nome da linguagem C# sugere uma alusão a símbolos +, dando a impressão de continuação do C++. Entretanto, a cerquilha de C# se refere ao sinal musical sustenido (♯, em inglês: sharp), que aumenta em meio tom uma nota musical. Mas, este pequeno detalhe, escolhido para indicar a evolução da linguagem de programação, não passa de uma incrível coincidência com o objetivo do Ritmáximo.

 

registrado em:
Assunto(s): IBC , Ritmáximo , app música
Fim do conteúdo da página