Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > IX Seminário Conectando Conhecimentos debate arte e deficiência visual
Início do conteúdo da página
Notícias

IX Seminário Conectando Conhecimentos debate arte e deficiência visual

O evento da tarde de ontem (24) aconteceu no Teatro Benjamin Constant com público de 90 pessoas.

  • Publicado: Sexta, 25 de Outubro de 2019, 09h41
  • Última atualização em Quarta, 30 de Outubro de 2019, 11h32
Coral Ponto de Vista no palco do Teatro Benjamin Constant
Coral Ponto de Vista no palco do Teatro Benjamin Constant

O diretor-geral João Ricardo Figueiredo no púlpito.Com a presença do diretor-geral João Ricardo Melo Figueiredo (na foto ao lado) e da diretora do Departamento de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão (DPPE) Elise de Melo Borba Ferreira, o seminário teve início com a performance do coral Ponto de Vista, que executou três músicas, sob o comando dos professores de música Denis Cota e Caroline Camargo e, prosseguiu com a fala do diretor-geral, as palestras dos especialistas da mesa-redonda e as apresentações dos pesquisadores articulistas.

O evento promovido semestralmente pelo DPPE foi conduzido pelo coordenador da Divisão de Pós-Graduação e Pesquisa (DPP) Luiz Paulo da Silva Braga e coube a mediação da mesa-redonda à coordenadora de educação a distância Bianca Della Líbera.

A mesa-redonda

Bianca recebeu no palco os seguintes convidados para abordar o tema do seminário “Arte e Deficiência Visual: produção, práticas pedagógicas e recursos de acessibilidade”:

  • Glauce Mara Gabry de Freitas Ardes (IBC);
  • Leila Gross (Colégio Pedro II);
  • Luciana Bernardinello (IBC);
  • Viviane Sarraf (USP).

Na foto abaixo: Glauce, Bianca, Leila, Luciana, Viviane e a coordenadora de cursos de aperfeiçoamento Marcia Mello.

IXconectando5Cada convidado da mesa-redonda falou por 20 minutos e a plateia, antes de realizar os questionamentos, pode ouvir sobre o atendimento especializado, a inclusão escolar, a formação artística e a acessibilidade da pessoa com deficiência visual no campo das Artes.

As comunicações orais

No segundo momento os pesquisadores/autores selecionados (na foto abaixo, na mesma ordem da apresentação) fizeram suas comunicações de 15 minutos e os trabalhos contemplados foram:

  • Música e Geografia no ensino de deficientes visuais: estratégias para a descrição da Paisagem através da arte, de Bruno Mendes Mesquita;
  • Eu não conheço o rosto dela sem essa pinta, de Potira de Siqueira Faria e Olívia von der Weid e apresentado no seminário pela primeira autora;
  • O Sarau e a Deficiência Visual: um relato de experiência, de Maria Isabel da Silva Oliveira e Juliana Mello, apresentado por Maria Isabel.IXconectando1

 

A certificação

Os participantes precisam preencher o formulário de avaliação para terem acesso ao certificado do evento.

 

O coral

O Ponto de Vista é um projeto de extensão do Instituto Benjamin Constant que envolve atividades musicais e de performance corporal. O grupo é formado por alunos de violão, percussão, flauta-doce e canto coral, todos adultos com deficiência visual, a maior parte tendo adquirido a deficiência ao longo da vida.

O projeto trabalha a percepção auditiva e a espacial, a exploração da voz, dos instrumentos musicais, bem como os sentidos perceptivos e a corporeidade, no intuito de desenvolver e/ou aprimorar o senso estético crítico em relação ao fazer artístico, contribuindo para a inclusão social dos seus participantes.

O público

Profissionais do IBC e de instituições do município e de outras cidades do Estado do Rio de Janeiro participaram com perguntas e depoimentos, foram os casos do professor Cagério de Souza, da cidade de Angra dos Reis (na foto à esquerda); da professora Maria Rita Rodrigues (na foto ao centro, falando ao microfone ao lado de Elise Borba, diretora do DPPE), do IBC e do professor Rafael Braga Lino dos Santos, do Instituto Moreira Salles (na foto à direita).

 

IXconectando8 IXconectando9IXconectando6

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página