Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Acertada a participação do IBC no curso de formação para militares do Projeto João do Pulo
Início do conteúdo da página
Notícias

Acertada a participação do IBC no curso de formação para militares do Projeto João do Pulo

A capacitação é o primeiro passo do convênio que dará novo impulso ao esporte de alto rendimento do Instituto.

  • Publicado: Quarta, 04 de Setembro de 2019, 12h13
  • Última atualização em Quarta, 04 de Setembro de 2019, 12h30

 

O curso de formação será realizado em Brasília,  nos dias 5,6 e 7 de novembro.  Os detalhes foram acertados na reunião de que participou o diretor-geral do IBC, João Ricardo Melo Figueiredo, no  último dia 28, no Ministério da Defesa.  

De acordo com João Ricardo, o convite para o IBC integrar o Projeto João do Pulo foi recebido com muita alegria pela equipe da Coordenação de Esportes, responsáveis pela execução do Programa Esportivo de Alto Rendimento do IBC — PREAR, pois é uma oportunidade preciosa de garantir a continuidade e o aprimoramento das atividades esportivas e, com isso, o surgimento de novos atletas de ponta no Instituto.

Além da cessão do espaço do Forte da Urca para os atletas do IBC treinarem, o Projeto permitirá transformar os atuais voluntários em profissionais contratados.  "São  pessoas abnegadas que muitas vezes  precisam deixar o atendimento realizado no Instituto quando conseguem uma ocupação que os remunere", explicou o diretor, segundo o qual a assinatura do convênio só está na dependência da assinatura do presidente da República para ser publicado como decreto. 

O Projeto

João Carlos Oliveira — o João do Pulo — foi um atleta brasileiro, especializado em saltos,  recordista mundial do salto triplo, que lhe rendeu o tetracampeonato panamericano e uma medalha de bronze olímpica.  Aposentado do esporte após um acidente de carro, João do Pulo foi escolhido pelo Ministério da Defesa  para dar o nome ao projeto criado em 2015 para promover a reintegração social dos militares  que sofreram algum comprometimento físico ou mental durante o trabalho, por meio do esporte.  

Ampliado para atender aos alunos das redes públicas de ensino, o Projeto está se preparando também para receber crianças e jovens com deficiências físicas, mentais e sensoriais.

registrado em:
Fim do conteúdo da página