Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Programa de Educação Alternativa (Prea)

Publicado: Quarta, 16 de Novembro de 2016, 12h20 | Última atualização em Quinta, 02 de Fevereiro de 2017, 13h38 | Acessos: 197

O Programa de Educação Alternativa (Prea)desenvolvido pelo Departamento de Educação do IBC é voltado a crianças e jovens, dos 7 aos 18 anos que, além da deficiência visual, apresentam diagnóstico de outra deficiência associada, ou um grande atraso generalizado no desenvolvimento, com hipóteses de múltipla deficiência

O trabalho desenvolvido com esta clientela no IBC é baseado no Modelo ecológico funcional. O objetivo é proporcionar oportunidades para o pleno desenvolvimento do aluno e sua integração e participação em seu grupo social (família, escola e comunidade), permitindo maior independência e autonomia.

A esses alunos são oferecidas as mesmas atividades propiciadas aos demais: educação física, atividades da vida diária, música, musicoterapia, orientação e mobilidade, preparação para o trabalho, além de um currículo individualizado para se adaptar às necessidades de cada aluno.

De uma forma geral, os alunos do PREA recebem um atendimento capaz de dar a eles as seguintes competências:

1. Maior grau de independência e autonomia em suas atividades:

a) da vida diária em seu lar (cuidados pessoais, autogerenciamento e segurança; cuidados com objetos, animais, plantas; cuidados com a casa e atividades típicas do lar; preparo de refeições; dinâmica de vida em família; comportamentos adequados em diferentes situações; afetividade e interações com pessoas significativas);

b) ocupacionais (arrumação e manutenção do local onde vive e/ou trabalha; atitudes e responsabilidades perante o trabalho; serviços e ocupações simples na escola; serviços e ocupações simples em casa; serviços e ocupações simples na comunidade);

c) comunitárias (utilização de serviços e recursos da/na comunidade; participação em atividades e/ou ambientes coletivos; participação em eventos e/ou na comunidade; locomoção na comunidade; relacionamento social com vizinhos, conhecidos e pessoas desconhecidas da comunidade.

d) de lazer, cultura e artes (música, artes plásticas e cênicas);

e) de esportes (práticas esportivas; jogos individuais ou coletivos; jogos de mesa e/ou de salão; utilização de recursos da comunidade);

2. A participação integrada em atividades da escola com alunos deste programa, alunos das turmas de escolaridade regular do Instituto e de outras instituições, garantindo sua inserção em todas as modalidades de atividades oferecidas pela escola

3. O desenvolvimento de habilidades específicas de: locomoção/mobilidade; lateralidade; esquema corporal; esquema espaço-temporal; sinais captados pelos sentidos; locomoção pelas diversas dependências da escola; locomoção nas diferentes vias de acesso da comunidade mais ampla; comunicação oral e escrita (Braille ou cursiva); diferentes funções da linguagem; enriquecimento vocabular; emprego correto das formas gramaticais; construção de frases e períodos diversificados; linguagem gestual e expressão facial; matemática (tempo, quantidade, volume, peso, contagem; medição; comparações); manipulação de diferentes materiais; relatos; planejamentos.

4. Aquisição de conhecimentos gerais através de atividades funcionais.

MATRÍCULA

Critérios de entrada

O candidato deverá apresentar diagnóstico de deficiência visual associada a outra deficiência, ou deficiência visual associada a um atraso generalizado no desenvolvimento global com hipóteses para diagnóstico de deficiência múltipla e atender a pelo menos um dos seguintes pré-requisitos:

a) necessitar de apoio ou supervisão sistemática em maior intensidade e frequência do que os outros alunos da mesma faixa etária matriculados na Instituição;

b) necessitar, mesmo que temporariamente, de atendimento educacional individualizado, sem possibilidade de participação em grupo ou em nenhuma atividade pedagógica;

c) necessitar de desenvolvimento de currículo com conteúdos relacionados a habilidades adaptativas que normalmente já são dominadas por alunos da Instituição com a mesma idade cronológica.

Critérios de saída

O aluno deverá atender a pelo menos um dos seguintes itens:

a) demonstrar capacidade para acompanhar o programa regular de ensino da Instituição;

b) demonstrar progresso na aquisição de habilidades adaptativas que o possibilitem a uma participação e integração na vida familiar, comprovado por uma avaliação sistemática e longitudinal, mesmo que não tenha adquirido independência na área ocupacional;

c) demonstrar domínio de habilidades ocupacionais que lhe possibilitem contribuir para a sua subsistência em sua comunidade.

Dinâmica de orientação à família

Na estratégia pedagógica utilizada, é fundamental a participação da família no planejamento educacional e na avaliação, através do oferecimento de informações iniciais e parecer em relação às atividades propostas pela equipe; do relato do desempenho e análise do progresso do aluno; e da orientação constante à família, em reuniões mensais com o professor ou coordenador do Programa.

Esse atendimento pode ser feito com qualquer membro da equipe em outros horários sempre que solicitado, com horário marcado pela Coordenação do Programa.

Saiba mais: Deficiência Múltipla e o Modelo Ecológico Funcional

Coordenação do Programa Educacional Alternativo (PREA)
Coordenadora – Elizabeth Ferreira de Jesus
Telefone – (21) 3478-4528
E-mail – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página