Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Cursos de extensão > Curso de Transcrição de Textos em Braille
Início do conteúdo da página

Curso de Transcrição de Textos em Braille

Publicado: Quinta, 31 de Agosto de 2017, 13h11 | Última atualização em Sexta, 18 de Mai de 2018, 18h43 | Acessos: 2738

Público: Pessoas com interesse na área de editoração de textos em braille.

Ementa: Processo de produção de textos em braille. Documentos normatizadores do uso do braille no Brasil. Aplicação das Normas Técnicas para a Transcrição de Textos em Braille e do Código Matemático Unificado para a Língua Portuguesa. O software Braille Fácil e seus principais recursos. Instalação e configuração de impressora braille computadorizada.

Objetivo: Capacitar os participantes para transcrição de textos em Braille com auxílio do programa Braille Fácil.

Carga horária total: 80 horas/aula.

Pré-requisitos: Domínio da Língua Portuguesa escrita e falada; domínio do Sistema Braille; conhecimentos básicos de Informática - domínio de word; utilizar como forma de comunicação escrita o sistema de leitura e escrita comum e/ou domínio no uso de ledores de tela (NVDA).

Atenção: O Programa Braille Fácil tem limitações que não permitem o uso de programas de acessibilidade com a máxima eficiência para a realização de todas as tarefas propostas no curso.

Nº de vagas: 20

Período do curso: de 14 a 25/05/2018

Horário: de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas.

Período de pré-inscrições: de 19/02 a 16/03/2018

Documentos obrigatórios:
Ficha de pré-inscrição preenchida na íntegra
Documento de identidade.
Certificado de conclusão de curso de Ensino Médio.
Certificado de curso de braille.
Foto 3 x 4 recente 

Leitura obrigatória: Orientações gerais para pré-inscrição em cursos/oficinas e outras informações importantes

Alojamento: Será disponibilizado alojamento aos participantes previamente autorizados. Ler o item “Leitura obrigatória”.

Para certificação: Frequência mínima de 75%, média (nota final) igual ou superior a 6,0 (seis) e entrega à DEA da avaliação de reação/satisfação identificada e preenchida.

Professor: Thiago Ribeiro Duarte

Breve currículo:
Graduado em Educação Artística (2004) e especialista em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (2012) pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), possuindo diversos cursos na área de deficiência visual, como: Braille (2003); Adaptação de Textos e Livros para Transcrição no Sistema Braille (2005); Capacitação de Profissionais para Produção de Textos em Braille (2006); Curso de Transcrição e Impressão de Textos em Braille (2006). Atuou como transcritor Braille no IBC entre 2003 e 2006, atuou também como designer na adaptação de livros didáticos no PNLD de 2009 a 2012. Atuou como consultor Braille na OSCIP Acessibilidade Brasil, como Consultor especialista para adaptação de materiais técnico-didáticos em formato acessível, a serem distribuídos nos Sistemas de Ensino (Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Tecnologia – OEI). Autor do artigo “Construção de Métodos para Criação de Gráficos Acessíveis a Pessoas com Deficiência Visual: Utilizando o Monet”, publicado no livro “Práticas Pedagógicas no Cotidiano Escolar: desafios e diversidade” (2014). Atualmente é professor de Braille do Instituto Benjamin Constant.


Programa:

Unidade I
1. Breve histórico do processo de produção braille no Instituto Benjamin Constant.
2. Etapas da produção de livros em braille.
3. Diferentes modalidades de aplicação do Sistema Braille.
4. Documentos normatizadores do uso do braille no Brasil.
5. Visita à Imprensa Braille.

Unidade II
1. Normas técnicas para transcrição em braille.
2. Considerações gerais.

Unidade III
1. Grafia Braille para a Língua Portuguesa.
2. Norma de aplicação dos símbolos mais usados.

Unidade IV
1. Aplicação do Sistema Braille à matemática.
2. Apresentação dos principais itens e suas aplicações.

Unidade V
1. Produção informatizada de textos através do programa Braille Fácil.
2. Principais recursos do programa.
3. Instalação e configuração de impressora braille computadorizada.

Unidade VI
1. Atividades práticas de transcrição.
2. Representações gráficas simples utilizando o Braille Fácil: esquemas, gráficos e tabelas.

Metodologia: Aulas teóricas e práticas.

Avaliação: Duas atividades práticas de transcrição.

Bibliografia

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Grafia Braille para a Língua Portuguesa. Brasília: SEESP, 2006. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/textosbraile.pdf>.
______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Normas Técnicas para a Produção de Textos em Braille. Brasília: SEESP, 2006.
Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/textosbraile.pdf>.
______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Código Matemático Unificado para a Língua Portuguesa – CMU. Brasília: SEESP, 2006.

Fim do conteúdo da página