Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

DMR realiza 3ª Jornada de Massoterapia e Terapias Alternativas

O evento, realizado ontem (28),  foi voltado aos alunos do Curso Técnico em Massoterapia do IBC.

  • Publicado: Quarta, 29 de Maio de 2019, 17h47
  • Última atualização em Quinta, 30 de Maio de 2019, 08h28
  • Acessos: 381
Profissionais experientes nas áreas da massoterapia e fisioterapia compartilharam suas experiências com os alunos do IBC.
Profissionais experientes nas áreas da massoterapia e fisioterapia compartilharam suas experiências com os alunos do IBC.

 

Durante todo o dia, profissionais de sucesso na área atualizaram os participantes da jornada sobre as novidades que estão movimentando o mercado para massoterapeutas no Brasil e no Rio de Janeiro em particular — das massagens para ajudar na recuperacão pós-jogo de atletas de alto rendimento à drenagem linfática manual para tratar o câncer de mama, entre outros assuntos. 

Os alunos puderam também ter uma compreensão maior das possibilidades que a profissão de massoterapeuta oferece num mundo em que as pessoas procuram alternativas para lidar e combater o stress, conquistando uma melhor qualidade de vida.  Foi organizada uma  mesa-redonda para tratar especialmente da importância da qualificacão profissional para o deficiente visual, com a participação de profissionais formados no IBC.

A tarde foi dedicada às oficinas. Uma foi voltada a vivências em massoterapia; as outras duas foram focadas em terapias alternativas como o gua sha,  uma técnica oriental por meio da qual se faz uma raspagem da pele para remover bloqueios energéticos cristalizados, e a aromaterapia.

O fisioterapeuta Bernardo Cruz, famoso pelo método próprio que desenvolveu para tratar problemas musculoesqueléticos e posturais, falou sobre a qualidade dos profissionais formados no instituto e o potencial que os massoterapeutas com deficiência visual têm na profissão.  "Não é à toa que vocês costumam ser tão bons.  Muitas vezes, a visão atrapalha e não deixa que as nossas mãos sintam realmente qual é a maior necessidade da pessoa que estamos tratando.  Por isso, dediquem-se, estudem que o trabalho de vocês será cada vez mais reconhecido", disse. 

"Eventos como esse nos dão a força e a energia necessários para que lutemos cada vez mais pela profissionalizacão das pessoas com deficiência visual, acreditando que elas podem sim participar ativamente da sociedade e contribuir com ela com o seu trabalho", disse o diretor-geral do IBC, que esteve presente à abertura, ao lado da professora Jaqueline Burigo de Sá, representante do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) na parceria com o IBC para a oferta do Curso Técnico em Massoterapia e de outros integrantes do grupo gestor do Instituto.

registrado em:
Fim do conteúdo da página