Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Aula Magna dos cursos profissionalizantes do IBC reúne os gestores do CONIF, SETEC e SEMESP

Ministrou a aula Franclin Costa do Nascimento, professor do Instituto Federal de Brasília e assessor especial para inclusão da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC). Evento na manhã de ontem (3) lotou o Teatro Benjamin Constant.

  • Publicado: Quinta, 04 de Abril de 2019, 09h27
  • Última atualização em Sexta, 05 de Abril de 2019, 08h20
  • Acessos: 303
Claudia Paschoal, Bernardo Araujo, João Ricardo, Alexandro Souza, Jerônimo Silva, Anderson Vallejo, João Gilberto e Franclin Nascimento
Claudia Paschoal, Bernardo Araujo, João Ricardo, Alexandro Souza, Jerônimo Silva, Anderson Vallejo, João Gilberto e Franclin Nascimento

A solenidade de abertura

A mesa de honra contou com João Ricardo Melo Figueiredo, diretor-geral do IBC; Alexandro Ferreira de Souza, secretário da SETEC/MEC; Bernardo Goytacazes de Araujo, secretário de Modalidades Especializadas de Educação (SEMESP/MEC); Jerônimo Rodrigues da Silva, presidente do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF); Claudia Lucia Lessa Paschoal, diretora do Departamento de Educação (DED/IBC); Anderson Vallejo, coordenador de educação profissional do IBC; além dos representantes: Karine Vieira da Rocha, do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), e; João Gilberto da Silva Carvalho, do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ).

Nos discursos, Anderson ressaltou a importância dos alunos no desenvolvimento da nova empreitada do IBC e apontou a “chave para cumprir os objetivos: persistência e dedicação”, confiante que tais atitudes não faltarão aos alunos, profissionais e aos familiares. Já Claudia Lucia acrescentou a “solidariedade” no caminho do sucesso. Item que reconheceu presente na relação IBC x SETEC e fundamental para atualizar e reciclar o instituto na sua vocação profissionalizante. “Seguimos os anseios dos idealizadores do IBC, expressos nos primeiros documentos e praticados nas antigas aulas de ofícios”, disse a diretora.

 

aula magna4O CONIF, presente pela primeira vez no IBC, teve na fala de seu presidente (de pé na foto ao lado) a certeza de que será um trabalho para ser estendido para todo o país. “O CONIF está junto ao IBC pela educação profissional no Brasil”, falou Jerônimo.

Já Bernardo (de pé na foto abaixo) recordou a luta do IBC para manter sua escola aberta e considerou o momento do IBC como: a “refundação das escolas especializadas que quiseram fechar, virando esta página horrenda pela qual passaram”, disse o secretário da SEMESP/MEC.

aula magna5

 

Para Alexandro o IBC dá seu primeiro passo para manter parceria e novos projetos. “O IBC está na ponta da educação de excelência e, não existe política mais inclusiva do que uma educação que possibilite desenvolver o que temos de melhor e a superar nossas limitações”, comentou o secretário da SETEC/MEC (na foto abaixo sentado ao lado de Claudia Paschoal e Anderson Vallejo).

 

aula magna6

 

 

 

João Ricardo salientou a importância do IFRJ que, na parceria para a manutenção do curso de massoterapia, oportunizou o ambiente e a experiência do ensino médio profissionalizante, fundamentais para a conquista da reforma regimental e a abertura dos cursos que iniciamos este ano. “O fortalecimento da escola especializada não acaba com a inclusão, na verdade solidifica e sedimenta a inclusão”, disse o diretor-geral do IBC. O diretor também comentou que a escola do IBC serve, ainda, para subsidiar a formação de 1.000 professores que anualmente se capacitam no IBC, a pesquisa e desenvolvimento de material didático e a própria política educacional brasileira.

 

A Aula Magna

aula magna3O professor Franclin (na foto ao lado com a assessora do IBC Rosane Pereira e na foto abaixo) fez um breve histórico do IBC e a relevância de suas ações em prol da educação, inclusão e profissionalização da pessoa com deficiência visual. Durante a apresentação o professor estimulou a participação da plateia, questionando quem saberia complementar as informações transmitidas. A aula foi um convite à reflexão sobre o pioneirismo do IBC e a sua missão de centro de referência. A escolha do orador fez reconhecimento as suas orientações e articulações institucionais para que o IBC se estruturasse para promover os cursos. 

aula magna8

Agradecimentos finais

Antes de encerrar a solenidade, o diretor-geral pediu licença para trazer ao palco sua antecessora no cargo, Maria Odete dos Santos Duarte (ao centro na foto abaixo) e o atual reitor do IFRJ, Rafael Barreto Almada (a direita na foto abaixo), este na época não ocupava o cargo atual, mas em outra colocação no MEC, trabalharou para a realização da parceria IBC x IFRJ que permitiu a realização do curso de Massoterapia. "O berço de todo o movimento da educação profissional que iniciamos agora no IBC foi o curso em parceria com o IFRJ", explicou João Ricardo.

aula magna7

 

 

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página