Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Banda Exagerado faz show na Praça dos Ledores

O evento foi promovido pela Audima, uma empresa que atua no ramo da acessibilidade digital das pessoas com deficiência visual.

  • Publicado: Quarta, 21 de Fevereiro de 2018, 12h47
  • Última atualização em Quarta, 21 de Fevereiro de 2018, 12h48
  • Acessos: 809
imagem sem descrição.

 

A comunidade do Instituto Benjamin Constant foi presenteada na manhã desta quarta-feira (21) com um show muito especial.  A Banda Exagerado, uma das atrações do carnaval carioca dos últimos dois anos, passou a manhã no Instituto promovendo uma oficina de percussão com os alunos, que terminou em uma apresentação dos maiores sucessos do cantor e compositor Cazuza em ritmo de carnaval.

A programação começou às 9h30, com os músicos da banda ensinando para a garotada as batidas de algumas das músicas mais famosas do artista;  por volta das 10h30 o show começou, com a participação de pais e responsáveis dos alunos, professores, técnicos administrativos e funcionários terceirizados da escola, que se deixaram contagiar pela energia do grupo.  Ao som da guitarra, baixo e de oito percussionistas, a banda tocou sucessos como Bete Balanço, O Tempo não Pára, Vida Fácil, Pro Dia Nascer Feliz, além,é clar, de Exagerado - a música que dá nome à banda.

Para a fundadora da Audima, Paula Pedroza, o show de hoje foi uma experiência muito gratificante.  Ela contou que pretende estreitar os laços com o IBC para que o trabalho que vem realizando se aperfeiçoe cada vez mais, atendendo da melhor forma possível as pessoas com cegas e com baixa visãol.  A empresa dela se dedica a converter conteúdos visuais de websites, como textos escritos e imagens, em conteúdos auditivos, seja pela leitura do conteúdo escrito como também pela audiodescrição das imagens que o ilustram.  "Estamos desenvolvendo um aplicativo que tornará ainda mais fácil a navegação das pessoas com deficiência visual.  A nossa ideia é submeter esse aplicativo à comunidade do IBC para que possamos testá-lo e, se for preciso, aperfeiçoá-lo", informou a empresária.

Paula disse também que as pessoas interessadas em testar o aplicativo devem entrar em contato com ela através do e-mail paula@audima.co (sem o "m" mesmo).

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página